O garoto roludo do trem

Ele conseguiu conquistar o garoto roludo do trem

Após completar a faculdade, eu arrumei um emprego longe de onde morava e tinha que pegar o trem todos os dias logo cedo, e em todas essas manhãs eu encontrava lá o garoto roludo do trem.

Por algum motivo, esse gato com pau grande cismava comigo, parecia até que ele era a fim de mim, mas eu, com meu jeito tímido, nunca achei mesmo que aquilo era verdade, porque todos queriam sentar naquela piroca grande e gostosa que ele carregava ali, no meio das pernas!

Sempre que eu entrava no mesmo vagão, já começavam os comentários dos amigos dele, me chamando de estranho, só porque eu preferia ficar quietinho na minha, sentado no meu canto!

Se liga galera, nessa hq de sexo gay vocês vão ver que nem sempre os gays mais atirados, são os que pegam os caras gatos! E quando eu fiquei com ele, logo de cara mamei a rola e deixei bem dura dentro da minha boca, e quando senti a cabeça da pica bem gorda na minha garganta, foi a hora de tirar da boca e enfiar no cu!

Daquele momento em diante eu trepei muito, abri o cu pra ele fuder com força e bem profundamente, batendo com agressividade no meu rabo, que no final da foda estava todo arrombado… Mas eu ainda queria dar o cu pra ele!

Um comentário sobre “O garoto roludo do trem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.