Seduzi meu tio e ele me comeu

Me chamo André, tenho 19 anos, branco, 1,68 de altura e tenho um super bumbum (acredito que puxei a minha mãe) que chama atenção por todo lugar que eu passo. Porém, tinha uma pessoa que nunca me deu a menor bola… Meu tio, Alexandre!

Desde moleque, sempre morri de tesão por ele, mas nunca tive coragem de tentar nada, pois ele era casado com a minha tia e esse foi um dos motivos que me segurou, até então.

Sabe aquele tesão que parece que vai te matar de tão grande que é?! Era algo fora do normal e num certo dia eu estava em casa, lendo alguns contos, quando me dei de cara com um conto de um homem que falava que colocou um produto secreto na água da sobrinha dele, e pouco depois ela tava quicando no pau dele… E, safado como eu sou, resolvi fazer o teste.

Mandei mensagem para o homem do conto, já que ele tinha deixado o contato dele, conversamos e ele me mandou o link do tal site. Acessei e comprei o produto, que chegou em menos de uma semana em uma embalagem tão discreta, que eu nem sabia o que era até eu terminar de abrir!

Resolvi experimentar em mim antes. Coloquei em um copo de suco e esperei o efeito surgir… Gente, que coisa insana! Nunca senti tanto tesão assim. O problema era que agora eu teria que me aliviar com a ajuda da minha mão, já que estava escasso de contatinhos.

Resumindo, gozei pra CARALHOOOOO. Nunca tinha acontecido isso e fiquei super ansioso para ter uma oportunidade ficar sozinho com meu tio, para usar isso com ele.

Passaram alguns dias, eu estava a toa em casa, sozinho, quando escuto a campainha tocando… E vou atender! Adivinhem que era??? Sim, meu tio Alexandre!!!

Vou descrever ele para vocês. Ele tem 1,90 de altura, corpo malhado e uma cara de malandro safado… Particularmente, o tipo que me faz arrepiar todinho!

Ele:
– E aí, moleque. Tudo bem contigo? Cadê seu pai?

Eu:
— Ei, tio! Meu pai tá trabalhando, deve chegar daqui uma hora, mais ou menos… Entra e espera ele.

Era minha chance de sentar naquele monumento… E outra como essa, eu não teria nunca mais!

Meu tio entrou e se jogou no sofá, ficando ainda mais excitante toda aquela cena. Visualizem comigo: Um roludo de quase dois metros de altura jogado no seu sofá, sem camisa e com um shorts de futebol daqueles que deixa a piroca solta e marcando tudo, todo arreganhado de pernas abertas… Ahhh, é agora ou nunca!!!

Fui pra cozinha, coloquei um suco no copo para ele e joguei algumas gotas do tal produto que me indicaram.
– Toma um suco aqui, tio! O sol tá muito quente!

– Valeu moleque!

Ele pegou o copo da minha mão e bebeu quase tudo em um gole só. Corri para o quarto para vestir um shortinho apertado e começar a provocá-lo enquanto o negócio fazia efeito.

Voltei para a sala e vi os olhares dele para as minha coxas, mas fingi que nem notei.
Deitei no tapete que estava na sala, deixando meu rabo virado na direção dele. E percebi que ele ficou super inquieto.

– Você lembra muito sua mãe e sua tia, moleque… Disse ele!

Olhei para ele e estava olhava fixado pro meu rabo, enquanto segurava a piroca, ainda guardada no shorts.

— Você acha, tio?

– Sem dúvidas. Principalmente esse rabo… Ele disse, já vindo em minha direção e me dando um tapa na bunda, bem forte, que me arrepiou todinho.

– Posso te perguntar um negócio?

— Pode, sim, tio.

– Você usa essas roupinhas aí e eu ainda não tinha reparado… Você é gay?!

Eu tremi na hora, porque não sabia qual seria a reação dele se eu falasse, mas resolvi arriscar, afinal, quem ta na chuva é para se molhar… Eu queria muito me molhar com a porra dele!

— Sou, tio. Algum problema?

Meu tio me olhou no fundo dos olhos.

—Na verdade tem um problema, sim. Por que você ainda não tá me chupando?

Ele liberou aquele monstro de dentro do shorts, eu olhei fixado naquela piroca, tinha uns 21cm e grossa com pelos aparados, logo subiu aquele cheiro de macho viril, confesso que minha boca encheu de agua. Em poucos segundos ele me puxou pelos cabelos e afundou minha cara na rola dele.

—Chupa esse caralho. Não sei que tesão é esse que meu deu no seu rabo hoje, mas você tá fudido, porque eu vou te fuder inteirinho!

Eu chupava, lambia, me engasgava… E olhava meu tio delirando no meu boquete.

Ele tirava o pau da minha boca, batia no meu rosto, me lambuzava, me puxava pelo cabelo, afundava meu rosto até a base da piroca, fazendo a cabeça da pica bater na minha garganta.

– Quero só ver se vai fundo assim no teu rabo também, hahaha… Disse ele, enquanto as lágrimas escorriam do meu rosto, com a minha boca atolada na caceta dele.

Fiquei chupando por uns 20 minutos. A todo tempo ele me chamava de piranha, puta, cadela, safada… E sentir todo o tesão daquele homem, era insano.

– Agora é a hora que o filho chora e a mãe não vê hahah, teu rabo vai sofrer. Quero ver se você aguenta igual sua tia. Porque eu sou cavalo, bruto… Não tem dó de mulher, imagina de você.

Toda aquela situação me deixava louco de tesão. Era o melhor momento da minha vida, e minhas preguinhas iriam dar adeus naquele momento.

– Vai. Empina esse rabo que o grosso vai entrar.
Me empinei de quatro no sofá, sem hesitar, e meu tio veio com tudo. Abriu meu rabo com as mãos, mirou a rola dele no meu furinho e empurrou sem dó.

Tentei gritar mas ele tapou a minha boca com as mãos.

—Grita não! Aguenta! Queria piroca, agora toma!

Ele socava com tudo em mim, e em pouco tempo eu estava delirando com a pegada daquele homem. Ele quase me jogava para fora do sofá de tanta força que colocava nas estocadas.

Meu comeu de quatro, de frango, me jogou no chão, me pegou de ladinho… Ele fez o que quis comigo!

—Vai tomando no cu, safado! Que rabo gostoso do caralho que você tem. Vai ficar no formato da minha rola de tanto que vou te comer a partir de hoje.

Ele me batia no rabo, que ficou todo vermelho. Batia no meu rosto, me puxava pelo cabelo, me segurava pelos ombros e socava sem dó.

Depois de muuuito tempo bombando, ele me colocou ajoelhado no chão e gozou na minha boca, jatos e mais jatos de porra. Bebi tudo sem reclamar, e ainda deixei o pau dele limpinho.

Depois de me fuder ele foi embora sem falar nada e eu fui tomar um banho, afinal, estava todo arregaçado!

Usei esse produto mágico com um vizinho novo, mas isso é história para um próximo conto rs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.